terça-feira, 9 de abril de 2013

Apaixonado por Você (Capítulo 2)





Arthur saiu atordoado de seus pensamentos depois de um tempo. Se acomodou na cama de Lua e adormeceu ali mesmo.

Arthur acordou quando era 5h da manhã. Percebeu que Lua dormia agarrada com ele. Ela estava com o braço em volta da cintura de Arthur e com a cabeça apoiada em seu peito. Sorriu ao vê-la daquele jeito. Não queria sair dali nunca mais. Era a melhor sensação que já sentira durante muito tempo.
Arthur se levantou com cuidado para não acordar Lua. Deixou a cabeça dela apoiada na cama. Olhou para ela e a desejou muito. Só que, não podia fazer nada. Mas, o desejo se combateu a Arthur e ele lhe estampou um selinho demorado. Lua não se mexeu. Apenas continuou dormindo como se nada estivesse acontecido. Arthur sorriu e saiu.
Arthur foi pra casa, tomou um banho e adormeceu. Mas antes, ele pode observar Lua dormindo da janela do seu quarto. Ela é linda o tempo todo.

POV Lua

Acordei me sentindo nas nuvens. Mas não sabia por que. 
Estava de vestido, não tinha me trocado antes de dormir. E a única coisa que eu lembro é de ter dormido com Arthur sentado ali. E agora... sinto-me nas nuvens.

Lua passou seus dedos pelos seus lábios e sorriu sem saber porque. Ela não fazia ideia alguma do que havia acontecido. Ela apenas sentia...

***

Algum tempo mais tarde, Lua estava saindo de sua casa a caminho do parque quando se surpreende:

-Oi. –Lua se assustou com a aparição.

-Ah, oi. –Era Arthur.

-Vai ao baile da escola?

-Não. E você?

-Gostaria... mais não tenho par. Por que você não vai?

-Porque eu não gosto desses bailes.

-Hum. Eu nunca fui.

-Nunca foi em nenhum? –Lua perguntou indignada.

-Não. Levei tempos para me acostumar com as pessoas daqui. Mas
nem esse tempo todo resolveu.

-Do que está falando?

-Sou meio sozinho...

-É eu também...

-Sério?

-Sim. Não tenho muitos amigos.

-Jura, Lua?

-Sim. Por que, algum problema?

-Não. É que... você parece ser tão gente boa.

-Isso eu não sei, mas, prefiro ficar sozinha.

-Sempre sozinha?

-Não...

-Posso ser seu amigo então?

-Ah, pode. –ela sorriu e ele retribuiu.


***

Era dezembro. O final das aulas estava chegando. Faltavam apenas dois dias para as férias. E Lua
ainda não tinha planos para suas férias de verão. Muito menos Arthur... 
Eles eram amigos, passavam bastante tempo juntos. Só conversavam com eles mesmos. Mas se divertiam com isso tudo...

***

Era noite. Lua ia passando em frente a casa de Arthur, onde o encontra deitado no gramado de sua casa.

-Oi Arthur. O que tá fazendo aí a essa hora?

-Olhando a lua. –ele pode ver um sorriso sair de Lua.

-A lua é realmente muito linda, né? –Lua disse se deitando ao seu
lado e olhando para a lua.

-Muito. E só existe duas delas... você, e a lua do céu. –Lua sorriu mais
uma vez.

-É...

-Por que sua mãe escolheu esse nome?

-Porque quando ela estava grávida de mim, ela disse que sonhou com
uma lua gigante. Daí ela escolheu Lua.

-Hum. Que legal.

Passaram o resto da noite ali, deitados, olhando para lua e as estrelas
do céu. Que estavam definitivamente perfeitos...

***
Lua e Arthur estavam assistindo TV na casa de Lua quando Cláudia, Kátia, Robert e Billy chegaram.

-Oi filhotes! –Cláudia exclamou.

-Mãe, filhotes? –Lua perguntou.

-É. Vocês são nossos filhotes, né Kátia?

-Isso aí. –Kátia deu um beijo no rosto de Arthur e de Lua em seguida.

-Temos uma notícia para vocês. Vamos viajar pra Washington durante uma semana. –Claudia disse calmamente.

-Isso se não ficarmos mais lá, né Claudia? –Kátia lembrou.

-É.

-A gente tem que ir? –Lua perguntou.

-Não. Robert e Billy vão tratar de negócios da sociedade. E nós vamos
visitar a Casa Branca. –Kátia respondeu.

-Hum, que legal mãe. Manda um beijo pro presidente pra mim. –Arthur
disse sarcástico e todos riram.

-Quando vocês viajam? –Lua perguntou.

-Amanhã. –Claudia respondeu.

***

Billy e Robert estavam colocando
as malas no carro para ir ao aeroporto. Claudia e Kátia estavam se despedindo de Lua e Arthur.

-Minha filha, você tá quente... –Claudia disse para Lua.

-É, não to me sentindo bem... –Lua disse apoiando sua cabeça no
ombro de sua mãe.

-Não? Minha filha, e você me fala isso agora?

-Ai mãe, não se preocupa. Eu sei me virar.

-Você tá super quente. –disse colocando a mão no rosto de Lua. –Não
posso viajar e deixar você aqui sozinha.

-Deixa que eu cuido dela, tia Claudia. –Claudia olhou para Kátia
esperando uma resposta.

-Ele sabe lidar com gente doente, Claudia. Fica tranquila. –Claudia
assentiu para Kátia.

-Tudo bem. Mas me liga se piorar, tá filha?

-Tá mãe. –Eles se despediram de todos e saíram.

Arthur iria dormir na casa de Lua.
Lua estava deitada na cama, dormindo. Arthur sentou-se na mesma e ficou-a observando. Lua acordou.

-Oi Thur.

-Oi Luinha. Tá melhor? –Arthur perguntou calmamente. Lua negou.

-Não.

-Vou pegar um remédio pra você. –Arthur levantou e logo depois
voltou com o remédio. Lua tomou e se sentou. –Você vai melhorar... –
Arthur sussurrou com um sorriso.

-Será?

-Confia em mim?

-Tá.

...CONTINUA!...

Como sou muito boazinha, 
eu não resisti e postei mais um
capítulo para vocês, leitoras lindas.
Mas, eu quero coments em agradecimento, viu?
u.u
Com comentários vocês tem o PODER
de me animar e eu escrever
cada vez melhor e cada vez mais! :)
E aí? Vão comentar? u.u

4 comentários:

  1. Obrigadaaaaaaaaaaaaa sua perfeita ' Que isso forte temos o poder de te animar uhulllllllll sua diwa ' Essa web é mto perfeita !

    ResponderExcluir

 

©código base por Ana .
©layout por Sabrina - Fashion Cats Designs